Arquivo | maio, 2011

Tapetes Higiênicos, melhor que jornal, super absorção, dura 2 dias e tem atrativo para os pets!

30 maio

Bom dia Pets Lovers!

Hoje voltamos a falar sobre xixi rsrrsrr! Todos nós sabemos que existe uma maratona para ensinar o seu bichinho a fazer no lugar certo! Com muita dedicação e carinho eles aprendem rápido. Mas e depois? Viemos reforçar um produto que está sendo super usado! São os tapetes higiênicos … Eles além de deixarem a casa mais limpinha (afinal o jornal não absorve bem e acaba escorrendo no chão), a troca é muito melhor! É só embalar e jogar no lixo!!!! Aí vem o assunto lixo.. a Dogs Care tem um tapete que é oxi-biodegradável (se decompõem em 18meses!!!), evita o cheiro que a urina libera e dura 2 dias!!!

Segue o link do site da dogscare que fala TUDO dos tapetes!!!

http://www.dogscare.net/dogscare_produtos_descartaveis_tapetes.php

Faça o teste! e depois conte-nos o que achou!

Tapete Higiênico

Por: R$ 15,00

A vista ou em até 12x
Lambidas e até a próxima!
Anúncios

Festa da Adoção de Cães e Gatos

27 maio

Bom dia Pet Followers!

Sexta-feira chegou e com mais um final de semana gostoso!

Para quem mora em São Paulo ou está de passagem pela região, amanhã acontecerá um grande evento no Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo, localizado na Rua Santa Eulália, 86, Santana (próximo ao Campo de Marte).

Como o assunto foi muito comentado ontem, inclusive nós mesmos comentamos muito no twitter e facebook, existe um Pet shop no Shopping Morumbi, o Pet Mondo, que maltrata os animaizinhos que eles comercializam. Os pets que ficam na vitrine não podem beber água e nem comer durante o dia, pois segundo a dona do estabelecimento, isso suja todo o local. Um absurdo muito grande. Sendo assim, estamos promovendo o boicote a compra dos animais e sim a adoção dessas criaturinhas são lindas!

Como alternativa, encontramos essa feira que acontecerá aqui em São Paulo, amanhã das 10hrs até as 16hrs.

Um detalhe super interessante e bacana é que é possível fazer um test-dog com o pet que você mais se identificar. Será possível dar um passeio com o animal pelas redondezas do centro, para ver se realmente existe uma compatibilidade da família com o pet! Acreditamos ser uma ótima iniciativa, pois sabemos que existe muita gente também que acaba adotando um animalzinho de estimação e depois de um tempo, por algum motivo, o abandona nas ruas. Então existe este forte apelo para que as pessoas tenham consciência de que se trata de um novo membro da família!

Para mais informações, clique aqui

Bom pessoal, por hoje é isso. Desejamos a todos um excelente final de semana! E aproveitem a feira!! São mais de 350 animais para serem adotados!!!

Lambidas e até a próxima!

Uso da soja na alimentação de cães

25 maio

Pets!,

Hoje vamos falar sobre um assunto que vem sendo muito comentado na mídia. A soja, assunto sério!

Nos perguntamos: é saudável ou não?

Vejam abaixo a reportagem da Analfapet sobre o uso da soja no alimento dos cãezinhos!

A soja é o grão mais produzido no Brasil e um dos mais produzidos mundialmente, sendo conhecida a mais de 5000 anos na China. O uso dos produtos derivados da soja na alimentação nos últimos anos, em função da alta qualidade e teor protéico destes (36% no grão de soja a 80% na proteína isolada de soja). Dentre os derivados protéicos de soja, o farelo de soja é o ingrediente mais empregado em alimentos secos completos para cães, componde entre 5% a 20% da dieta.

No Brasil, a inclusão de derivados da soja nos alimentos comerciais para cães, associado às farinha de origem animal, tem possibilitado moderação entre os níveis desejados, equilíbrio de aminoácidos e redução do teor de macrominerais, como o cálcio e magnésio, das dietas. Esse fato é importante, uma vez que, em excesso, esses minerais podem causar anomalias ósseas nos cães, principalmente nos animais de raças grandes e gigantes. Entretanto, a presença de fatores antinutricionais na soja pode limitar a inclusão desse ingrediente na alimentação de cães, sendo necessário o correto processamento da soja para remoção desses fatores. Assim, serão comentadas a seguir algumas características da soja como fonte protéica para cães.

Digestibilidade da Proteína da Soja

Como cães são animais basicamente carnívoros, o conhecimento do teor de proteína digestível de ingredientes para esses animais é de extrema importância para a formulação de alimentos balanceados para a espécie. Assim, foi realizada uma série de estudos no Laboratório de Estudos de Nutrição Canina (LENUCAN), da Universidade Federal do Paraná – UFPR, na qual foi avaliada, entre outros fatores, a digestibilidade da proteína de derivados de soja para cães.

Observa-se que todos os derivados de soja apresentam alta digestibilidade da proteína (de 84,7% a 98,8%) por cães. Portanto, ao contrário do pré-conceituado por muitos, a proteína da soja, quando bem processada (inativação dos fatores antinutricionais termolábeis e redução das fibras e açúcares) são bem digeridas por cães, inclusive podendo ser mais digerível que farinhas de origem animal.

Qualidade das fezes

Embora a proteína da soja seja bem aproveitada por cães, como comentado anteriormente, a presença de fibras e açúcares na soja pode resultar na produção de fezes em maior volume e menos consistentes pelos cães. Entretanto, a remoção desses carboidratos da soja, como para a produção de proteína isolada de soja, reduz os efeitos deletérios da inclusão de soja na dieta sobre as fezes dos cães. Observa-se que apenas os cães alimentados com as dietas contendo proteína isolada de soja e farinha de vísceras de aves produziram fezes menos úmidas e mais consistentes.

Observa-se ainda que, apenas a remoção da casca do grão de soja (grande quantidade de fibra), como para a produção de farelo de soja 48%, farinha desengordurada de soja, soja micronizada e concentrado protéico de soja, não é suficiente para melhoria da consistência das fezes dos cães. Isso ocorre porque grande parte das fibras solúveis e açúcares fermentáveis da soja se encontram principalmente no interior do grão, enquanto a casca é composta principalmente por fibras insolúveis. As fibras insolúveis, embora aumentem o bolo fecal, não reduzem a consistência das fezes como às fibras solúveis fermentáveis.  Por isso, apenas o isolamento da fração protéica da soja tem demonstrado ser eficaz para melhoria das fezes dos cães em dietas com alta inclusão de soja (mais que 10%).

Embora a maioria dos derivados de soja resulte na produção de fezes menos consistentes pelos cães, com comentado anteriormente, a presença de fibras solúveis e açúcares (principalmente estaquiose e rafinose) podem apresentar efeito prebiótico no intestino dos cães. Como constatado pela redução no pH e no teor de amônia das fezes de cães alimentados com derivados protéicos de soja, em relação à dieta contendo farinha de vísceras de aves.

A redução no pH fecal se deve, principalmente, à fermentação dos carboidratos da soja por microrganismos lácticos no intestino grosso dos cães, resultando na produção de ácido láctico e ácidos graxos de cadeia curta, os quais reduzem o pH intestinal, inibindo o desenvolvimento de microrganismos patogênicos proteolíticos. Os microrganismos proteolíticos, como do gênero Clostridium spp., fermentam a fração protéica não digerida que chega no intestino grosso, resultando na produção de amônia, aminas biogênicas, entre outros compostos tóxicos, responsáveis pelo mau odor das fezes dos cães.

Veja a reportagem completa no site: http://anfalpet.org.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=780:uso-da-soja-na-alimentacao-de-caes&catid=16:noticias-externas&Itemid=1

Lambidas e ate a próxima!

Gato e o seu xixi!

23 maio

Bom dia Pessoal!

Como foram de final de semana?? Aqui estava um tempo super agradável! Foi ótimo!

Para começar a semana, hoje vamos falar de um assunto que alguns clientes tem enviado algumas dúvidas. Sobre o xixi dos gatinhos!!

Alguns clientes que compraram que a bandeja sanitária para gatos estão nos questionando porque seus gatinhos não tem usado este acessório e estão fazendo xixi pela casa! Para responder a esta pergunta, fizemos umas pesquisas e descobrimos que:

Fazer xixi fora da bandeja sanitária é um comportamento comum em gatos, mas é importante diferenciar o ato de urinar fora da bandeja e o espalhamento (borrifação ou esguicho) da urina. São dois aspectos  diferentes.

Vários são os fatores que influenciam o ato de urinar fora da bandeja sanitária:

 Infecção, inflamação das vias urinárias: o gato pode gotejar urina várias vezes fora da bandeja. Existem determinadas doenças do trato urinário que provocam uma eliminação aumentada. Muitas condições, incluindo formação de cálculos na bexiga, infecções bacterianas e um conjunto de doenças inflamatórias da bexiga e do trato urinário de origem desconhecida causam dor e aumentam a necessidade de urinar;

– Outras doenças: doenças renais e do fígado podem provocar um aumento no consumo de água, o que leva o gato a urinar com mais frequência. Além disso, distúrbios hormonais, como hipertireoidismo e diabetes, e senilidade podem conduzir a uma alteração dos hábitos de eliminação;

 Bandeja velha: odores ficam acumulados, causando a rejeição do gato;

– Bandeja coberta: mesmo que o gato tenha sempre usado uma bandeja coberta, é importante avaliar o efeito dessa cobertura. Se o gato tem excesso de peso ou é muito grande, uma bandeja coberta pode não ser mais confortável. Um gato idoso pode ter mais facilidade ao subir em uma bandeja descoberta ou com as bordas mais baixas. E bandejas cobertas podem mais facilmente ficar com odores desagradáveis;

– Detergentes ou desinfetantes fortes:  o olfato felino é muito sensível – e muitas vezes aquilo que para humanos é um cheiro agradável, para o gato pode ser insuportável. Alguns gatos podem não querer usar  a bandeja após esta ser limpa e desodorizada;

– Falta de privacidade: a maioria dos gatos precisa de privacidade para eliminar. Se a bandeja sanitária estiver num local movimentado ou barulhento, o gato poderá evitá-lo. Mudar a bandeja para um local mais calmo pode encorajar o gato a voltar a usá-la;

– Localização da bandeja sanitária: alguns gatos não usam a bandeja devido à dificuldade ou inconveniência no seu acesso, outros se recusam a usá-la se esta estiver num local que não considerem agradável. Por exemplo, uma bandeja perto da máquina de lavar roupas. Gatos idosos tornam-se relutantes em usar a bandeja caso isso signifique utilizar escadas etc. Quando existem vários gatos em casa, são necessárias múltiplas bandejas em diversos locais. Por vezes alguns gatos evitam usar determinados locais porque os associam com outro gato;

– Limpeza inadequada: a manutenção da bandeja refere-se ào modo como a areia é limpa. Para alguns gatos, é necessário manter a caixa escrupulosamente limpa. Isto pode significar mudar a areia ou remover as fezes e urina diariamente. A escolha do tipo de areia é muito importante. Alguns gatos preferem material do tipo terra sem qualquer adição de químicos para controle de odores, outros preferem areia fina e ainda há os que preferem jornal picado;

– Revestimentos: alguns gatos não gostam de azulejos etc. revestindo a bandeja;

– Problemas comportamentais: outros fatores a considerar incluem a introdução de novos animais em casa,  alteração na rotina da casa etc. A relação entre o gato com o problema e outros animais e pessoas em casa. Essas informações ajudarão a diferenciar entre eliminação e demarcação e contribuem para o tratamento adequado.

Consulte o veterinário para que seja feito um exame físico completo no gato. Em alguns casos podem ser necessários exames complementares, como análises sanguíneas, radiografias, ou cultura de urina, para o veterinário chegar ao diagnóstico.

Esguicho

Esguichar, borrifar ou espalhar urina é um comportamento normal nos gatos selvagens – é marcação de território. Eliminação inapropriada de urina e esguicho de urina são diferentes. Esguicho é para marcar território. É um comportamento, uma memória genética que os gatos domésticos guardam. O cheiro de sua própria urina faz com que o gato se sinta seguro, e marca sua “presença” para outros indivíduos. Geralmente, acontece com machos – mas a comportamentalista veterinária Leslie Cooper, da Universidade da Califórnia, em Davis, descobriu em 1984, que 5% das fêmeas domésticas, e 10% dos machos domésticos castrados começam a espalhar urina. O que se sabe é que a castração reduz bastante esse comportamento, principalmente, se ocorrer na puberdade do bichano, antes de ele atingir a maturidade sexual. O esguicho acontece quando o animal se sente ameaçado pela invasão de seu território: mudança de rotina da casa, novo gato, mudanças em sua comida etc. O esguicho tem odor mais forte que a eliminação normal de urina.

Consulte o veterinário. E, além das orientações do veterinário, podem-se utilizar terapias holísticas, por um profissional habilitado: Florais de Bach, Aromaterapia, Cromoterapia etc.”

Fonte: Anda

Esperamos que com esta resposta vocês consigam entender um pouquinho mais do comportamento de seus gatinhos!

Lambidas e até a próxima

Sexta Animada!

20 maio

Bom dia Pessoal!

Como estão? Tirando o friozinho aqui de São Paulo, está tudo ótimo!

Meu cachorrinho adora esse frio! Ele não saiu debaixo da coberta dele! Um dia vamos enviar a foto dele!

Fazia um tempinho já que a gente não enviava um vídeo engraçadinho na sexta-feira. Para não perder este hábito, vai um videozinho de um cãozinho muito esperto!!! Um beagle goleiro!!!

A saga foi filmada por seu dono, que deve estar orgulhoso da façanha de seu cãozinho. Ele mostra o cachorrinho pegando a bola com 2 patas. O Rogério Ceni que tem que se cuidar!!! rsrsrs Confira o vídeo abaixo!

Bom final de semana para todos!

Lambidas e até a próxima!

Xangai adota política de cachorro único

18 maio

Bom dia Pet Lovers!

Hoje vamos tocar num assunto um tanto quanto delicado. Uma medida radical foi tomada em Xangai, na China. Na mesma linha de raciocínio da política do filho único, o governo resolveu reduzir a população de cachorros. As autoridades acham que o número de cãezinhos está exagerado demais.

Desde 1993 só era permitido registrar um cachorro na prefeitura de Xangai, e assim, as pessoas que tinham mais de um animalzinho, os deixavam na ilegalidade. E o governo fazia vista grossa com estes casos. O resultado disto hoje é que a cidade tem mais de 800 mil cachorros, mas apenas 200 mil estão registrados. As autoridades argumentam que manter cachorros ilegais aumenta o risco de doenças como a raiva.

Por conta disso, o governo resolveu agir. Os donos com mais de 1 cão em casa terão que se livrar dos não registrados. Eles só não sabem como farão para a lei ser cumprida. Os grupos de direitos dos animais acham que isso é um grande abuso, e com razão, pois como as pessoas vão se livrar desses cãezinhos tão lindos e indefesos?!?!? Fica a pergunta!

Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

Lambidas e até a próxima!

Beleza Compulsiva – Parceria Super Fofa

16 maio

Boa tarde pet lovers!

Hoje estamos com mais uma novidade. Acabamos de fechar uma parceria com um blog chamado Beleza Compulsiva, por meio da Geraldine Ueta. Uma menina super meiga e fofa!!!

Bom, mas vocês devem estar pensando o que Beleza Compulsiva ( das mulheres) tem a ver com o nosso blog. É simples! As meninas que escrevem para o blog Beleza Compulsiva são apaixonadas por cães e gatos! Então elas nos pediram para sermos parceiras no sentido de trocar informações, ajudando elas com dicas, lançamentos, vídeos, matérias interessantes para elas alimentarem o blog. E vice versa. Temos certeza que nossas leitoras também são apaixonadas por beleza. Ou pelo menos a grande maioria é! Quem cuida do seu cãozinho e gatinho com carinho, com certeza cuida de si mesma!

Veja o videozinho que ela fez da Mima Pet:

Então é isso gente. Acessem o blog Beleza Compulsiva e vejam mais informações sobre a nossa parceria!

Lambidas e até a próxima!

Anfalpet apoia Instituto Cão-Guia Brasil

12 maio

Oi pets!

Sabemos que já comentamos sobre o Instituto Cão Guia, mas quando lemos que a Anfalpet (Associaçao dos fabricantes de produtos pets) está apoiando a causa, achamos bacana reforçar essa informação!

Segue abaixo toda a reportagem!

Sintonizada com um mundo globalizado cada vez mais necessitado de ações voltadas à cidadania, a Anfalpet em busca de uma sociedade com mais oportunidades e melhor qualidade de vida apóia desde 2010 o Projeto do Instituto Cão-Guia Brasil.
O Instituto Cão-Guia Brasil, fundado em 2006 pelo psicólogo George Thomas Harrison, é uma instituição sem fins lucrativos que treina cães para guiar pessoas com deficiência visual ou baixa visão, que tem como objetivo principal proporcionar segurança, mobilidade e melhora na qualidade de vida das pessoas com deficiência visual.
Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde – existem no país cerca de 180 milhões de deficientes visuais, no qual 45 milhões são cegas e 135 milhões tem baixa visão. As previsões atuais estimam que o número de pessoas cegas dobrará até o ano de 2020.
No Brasil, de acordo com o CBO – Conselho Brasileiro de Oftalmologia – estima-se que existem hoje, mais de 5 milhões de pessoas com deficiência visual (cegos ou de baixa visão), apenas 70 possuem um cão-guia e outras 12 mil na fila de espera.
No Brasil, o desenvolvimento desta atividade ainda é muito restrito, visto que são muitas as exigências para a formação de um cão-guia, e poucas as instituições que realizam este trabalho no país. Ainda assim, profissionais qualificados de diversas áreas têm se mobilizado para transformar esta realidade e tornar o acesso dos cegos aos cães-guias mais fácil, visto que muitos benefícios podem advir da relação entre eles.

Como Ajudar
A adesão cada vez maior da pratica de consciência social por porte da população fazem com que o lado social das marcas seja levado em conta pelo consumidor na hora da compra.
Apoiando um projeto de responsabilidade social, a empresa se comunica com o mercado de uma forma diferenciada, além de obter retornos mercadológicos. Fora isso, solidifica a imagem institucional da empresa e gera visibilidade para marca.
Ao patrocinar um projeto como o Cão-Guia Brasil sua empresa estará tornado cada vez mais próximo o sonho de pessoas com deficiência visual a ter um cão-guia.
“Nós temos diversas ações de patrocínios para empresas, além disso, montamos estratégias junto com a empresa que se interessar em patrocinar a ONG. Precisamos mudar esta realidade”, explica George Thomaz Harrison.
Participem na ajuda!
Lambidas e até a próxima!

Maus tratos aos animais! Um absurdo

10 maio

Bom dia a todos!

Como foram de Dia das Mães? Muitos presentinhos para as mamães???

Hoje vamos falar um pouco sobre um assunto muito desagradável. Os maus tratos aos nossos animaizinhos. Aos que viram, o CQC, programa da Band, fez uma reportagem denunciando maus tratos e sacrifícios ilegais de animais no quadro Proteste Já. A matéria foi feita em Embu Guaçu, na Zoonose da cidade. Veja o vídeo abaixo e vejam os absurdos!!!!

http://migre.me/4v5rO

Se você não aguenta mais as reiteradas denúncias e a falta de justiça apoie a criação da Promotoria de Defesa Animal em www.causes.com/promotoriaanimal

Agradecemos ao pessoal do CQC pela matéria e denúncia! É com esse tipo de iniciativa que vamos conseguir mais e mais apoio para acabar com essa situação horrorosa! Vamos todos colaborar com esta causa!!!!!

Lambidas e até a próxima!!!!

Mentira tem Pata Curta

4 maio

Bom dia Pessoal,

Vocês lembram que dia 1 de abril fizemos um concurso cultural com o site Eu amo Cães? Para quem não se lembra – https://mimapet.wordpress.com/2011/04/01/concurso-cultural/

Pois bem, nós recebemos as fotos das vencedoras com seus jornaizinhos! Vejam como elas se comportaram com os novos brinquedos!

O bebê da Glaucia, o Peludo, não larga mais o jornal de pelúcia. A ciumenta da Nicole tomou dele e não devolve mais! Eles adoraram o presente.

Peludo – Vila Velha, Espírito Santo.


Nicole – Vila Velha, Espírito Santo.

O Apolo ficou eufórico, adorou o brinquedo! O Apolo e sua dona, Atrícia, disseram que adoraram participar da promoção.

Apolo – Santa Maria, Rio Grande do Sul.

Quem tiver interesse no jornal, acesse – http://mimapet.com.br/br/detalhe.php?p=*652EE09DC8DA3935A7F7733F59227263E1371273

Lambidas e até a próxima!!!!