Tag Archives: cão

Como adotar um cãozinho de abrigos de animais!

17 ago

Bom dia pessoal!

Hoje estamos de volta com nossas dicas sobre cães. Falaremos sobre como escolher um cachorro vindo de um abrigo. Ao adotar este cachorro, quer o cão seja de fonte indireta ou um filhote de rua, você não apenas estará ganhando um excelente companheiro, como também estará salvando sua vida.

 

As mesmas regras de preparação de um cachorro de raça pura comprado de um criador aplicam-se ao cachorro de raça mista adotado de um abrigo. Sente-se e veja exatamente o que você quer em um cachorro e o que pretende fazer com ele. Dessa forma, quando for a um canil, os funcionários saberão exatamente quais os cachorros que atendem as suas necessidades e você não ficará perdido com tantos números. Antes de ir a um canil, reúna a família e faça uma lista das características que desejam: tipo de pêlo, tamanho, cor, etc. É muito fácil ficar em dúvida quando vários cachorros ficam pulando e batendo com as patas em você pelas barras da gaiola.

Depois, todo mundo da casa pode entrar no carro e ir direto para o canil. No caminho, reveja como funciona o processo de seleção. Você pode telefonar para os canis da região para obter detalhes de seus procedimentos específicos, mas pode esperar algo desse tipo: primeiro, ande pelo canil para ver os cachorros e ter uma idéia de quais estão disponíveis; depois, ande novamente. Não tenha pressa. Os membros da família devem anotar individualmente um ou dois cachorros que adotariam. Finalmente, ande pela última vez, observando os cachorros escolhidos e comparando-os à lista para ver se eles atendem aos critérios. Se um cachorro não corresponder às suas necessidades, risque-o da lista. Pegue sua lista de finalistas e peça a um funcionário do canil mais informações sobre eles.

Os funcionários de canis vêem os cães diariamente e podem descrever a personalidade e os hábitos deles. Se um cachorro foi entregue pelos seus donos, o canil provavelmente tem informações mais detalhadas sobre sua saúde e personalidade do que um cachorro encontrado na rua. Geralmente, os cachorros de canil de fonte indireta vêm com um histórico de informações importantes: se eles se deram bem com crianças ou outros animais, se preferem homens ou mulheres e o tipo de casa a que estavam acostumados. Adequar a experiência anterior do cachorro a sua situação atual pode ajudar bastante. Por exemplo, alguns cachorros podem ter dificuldade em se adaptar em uma casa com crianças muito pequenas, a menos que tenham vindo de uma família já com crianças. Verifique as mesmas questões de saúde que verificaria se estivesse comprando um filhote: olhos claros, sem tosse ou espirros, fezes sólidas. Pergunte se o cachorro foi castrado ou esterilizado, vacinado e se não tem vermes.

Depois que o pessoal do canil tiver explicado tudo, peça para ver o cachorro ou os cachorros separados da lista para que você faça sua escolha. Não se esqueça de que um cachorro em um canil está longe de sua família, talvez pela primeira vez. A perda de sua casa e as pessoas estranhas do canil certamente afetam o comportamento. Geralmente, os cercados de um canil são pequenos, com pouco espaço para o cachorro andar. É natural que um cachorro nessa situação fique assustado, depressivo ou quieto, por isso, leve tudo isso em conta quando tomar sua decisão.

Prepare-se para levar o cão para uma sala de visitas ou para uma área externa, de modo que vocês possam se conhecer melhor. Nesse cenário, o cachorro pode se soltar, mostrando a você sua verdadeira personalidade. Leve-o para passear com coleira. Ele presta atenção quando você muda de direção? Um cachorro disposto e atento é mais fácil de ser treinado.

Quer você escolha um filhote ou um adulto, procure um cachorro que seja saudável e sensível. Se o cachorro for amigável no ambiente do canil, provavelmente também será amistoso na sua casa. Mas lembre-se de que um cachorro preso quer sair, e mesmo um cão assustado pode ficar bastante eufórico quando você passar perto de sua gaiola. Não tenha pressa. Sua decisão é extremamente importante.

Adotar um cachorrinho de rua pode ser desafiante, mas com certeza é gratificante. No próximo post vamos desenrolar este assunto! Não perca!

Lambidas e até a próxima.

Anúncios

Como escolher um cão de raça pura

8 ago

Bom dia Pet Lovers!

Semana começando e nós voltamos com nossas dicas! Finalmente! rsrsrs

Hoje falaremos um pouco sobre como escolher um cão de raça pura. Raça pura significa um cachorro cuja proveniência pode ser rastreada em relação às gerações através de cachorros com características semelhantes. O termo “com pedigree” geralmente significa um cachorro de raça pura que tem documentos comprovando sua procriação.

Os cachorros de raça pura possuem uma variedade de tipos de pêlo, cada um com seus atrativos. Se você gosta de passar um bom tempo com o seu cachorro e dar a ele muita atenção, provavelmente terá prazer em um cachorro cujo pêlo requeira escovação ou tosa, como o Golden Retriever, Maltês ou Poodle. Por outro lado, se deseja passar um tempo ativo com o seu cão, pode preferir um que tenha pêlo curto e de fácil cuidado. Comprar um cachorro de raça pura oferece a oportunidade de adquirir um cão que não foi criado somente para uma aparência específica mas também saúde e temperamento. Com freqüência é possível verificar a boa saúde e as personalidades compatíveis do cachorro através dos pais ou avós dele.

Ao decidir levar um cachorro para sua casa, é importante considerar se os instintos do cão correspondem ao seu estilo de vida. Por exemplo, o Terrier Jack Russell é um filhote utilizado em filmes, programas de TV e comerciais. Ele é um cachorro amigável e corajoso, mas é um terrier, um “cachorro do tipo marmota”.

Ao iniciar a busca pelo cachorro correto, faça as seguintes perguntas:

– Quanto tempo e esforço você pode utilizar para cuidar da aparência do seu cachorro?

– Quanto você pode gastar para comprar uma boa marca de ração para cachorros?

– Quanto tempo você pode gastar com exercícios/adestramento/brincadeiras com o cachorro?

– Que tamanho de cachorro deseja e qual o tamanho compatível com  sua moradia?

– Você tem um jardim ou acesso a um parque próximo, no qual o cachorro possa brincar?

– Que tipos de atividades você gostaria de fazer com ele? Seu estilo de vida é ativo ou sedentário?

Após responder a essas perguntas, você já está apto a pesquisar quais raças são mais compatíveis com você e sua família. Faça uma pesquisa na internet, converse com um veterinário, com pessoas já tenham cachorro, enfim. Existem diversas fontes para você obter mais informações sobre as diferentes raças.

A raça mais adequada para você será aquela que vai de encontro com seus objetivos. O American Kennel Club divide os cachorros em sete grupos: para esportes, trabalho, Terrier, Toy, de caça, para rebanho e não-esporte. Essas divisões dão uma idéia de quais raças você deve considerar primeiro.

Se você gostar de marcha, corrida ou esportes na água, um cachorro de esporte é o mais adequado para você. Esses incluem raças bem conhecidas como labrador, Golden Retrievers, perdigueiro irlandês, Springer Spaniel inglês, Cocker Spaniels e britânicos, bem como os menos conhecidos Water Spaniel americano e irlandês, perdigueiros inglês e Gordon, as várias raças de caça e Cocker Spaniel inglês.

Se sua motivação para adquirir um cachorro inclui proteção e companhia, considere uma raça operária como o Doberman Pinscher, Boxer ou Schnauzer padrão. Embora eles tendam a ter personalidades gentis, o tamanho de um dogue alemão ou cão dinamarquês é suficiente para se ter um sentimento de segurança. Essas raças também gostam de participar de vários esportes de cães, como corrida em trenós para os malamutes do Alasca, huski siberiano e Samoyeds ou em carrinhos para Rottweilers, Bernese Mountain Dogs ou Boiadeiro Montanhês de Berna e São Bernardo.

Enquanto as raças operárias podem ser formidáveis protetoras e maravilhosas amigas, elas provavelmente são as mais independentes. O adestramento bom, humano, consistente – e, de preferência, precoce – é especialmente importante para esses filhotes. Eles também são cachorros de grande porte; portanto, se o seu orçamento para ração for limitado, você deve considerar raças que sejam menores mas também para proteção, como Terriers e Toys.

Os Terriers são bem conhecidos como o melhor amigo dos fazendeiros, mantendo os ratos longe dos grãos e as raposas longe do galinheiro. Esses exuberantes cachorros têm uma variedade de tamanhos, desde o Airedale de tamanho king aos escavadores de perna curta, como Cairn, Norfolk e Norwich Terriers. A tendência do Terrier de latir e sua atitude protetora o tornam um cão de guarda gentil, mas ele pode se entusiasmar um pouco, então é importante um adestramento. Como há uma variedade de tamanhos e tipos de pêlo, há um Terrier para cada tipo de lar.

Quando você pensa em um cão de guarda, a raça toy é provavelmente a última que lhe ocorrerá, mas o tamanho não é necessariamente o único fator que qualifica um cachorro para esse trabalho. As raças toy são alertas e com freqüência dão o primeiro alarme quando alguém se aproxima da casa. Os criminosos admitem que é o latido de um cachorro, e não o seu tamanho, que os detêm de invadir uma casa.

Como as raças de esporte, a raça para rebanhos é adequada a famílias com um estilo de vida ativo. Os cachorros que foram criados para rebanho são inteligentes, independentes e adoram ter um trabalho para fazer. Ensine uma habilidade a eles, como reunir a família para jantar ou pegar a roupa suja na lavanderia, e você se perguntará como fazia isso antes, sem eles. As conhecidas raças de rebanho incluem Collies (cão pastor), German Shepherd (pastor alemão) e o cão pastor de Shetland (Shelties). Como eles são muito inteligentes, você precisará treiná-lo quando filhotes para ficar à frente deles, mas os resultados são compensadores.

A caça é o dom clássico desses cães. Entre os tipos mais antigos de cachorros, eles incluem o Greyhound, Bloodhound e Beagle. Os cães de caça estão divididos em dois grupos: sighthounds (por visão) e scenthounds (por faro). Os cães de caça por visão foram desenvolvidos para velocidade e seguem a caça com facilidade, como lebres e antílopes. Os cães de caça por faro tendem a se mover mais devagar, usando seus incríveis focinhos sensíveis para controlar o jogo. 

No entanto, essas características de definição também são a fonte de principais desvantagens para se ter um cão de caça. Um cão de caça por visão está treinado a caçar qualquer coisa que se movimente – e não parar até que ela pare ou que ele desista. Já os cães de caça por faro irão seguir uma trilha até o seu final. Uma boa cerca, longas caminhadas com correia e um treinamento paciente e consistente são absolutamente fundamentais. A recompensa pelo investimento é um cachorro com personalidade doce e variedade na aparência, desde a graça harmônica do Whippet até a aparência nórdica do pêlo espesso do Elkhound norueguês.

Finalmente, há raças não relacionadas ao esporte. Esses cachorros não se adaptam em qualquer categoria. Enquanto eles podem servir as pessoas como guarda-costas – como o dálmata – ou recuperar aves aquáticas – como o Poodle – hoje eles são exclusivamente raças de companhias. As raças não esportivas apresentam-se em vários tamanhos, tipos de pêlo e personalidades, então desde o buldogue descontraído ao orgulhoso Lhasa Apso, este grupo contém algo para todos.

Bom, aqui com certeza você achou dicas de como começar a escolher um cachorrinho. No próximo post iremos falar um pouco sobre as raças mistas, ou mais conhecidos como vira-latas.

Lambidas e até a próxima

Como adotar um filhote de cachorro

27 jul

Bom dia Pessoal,

Dano sequencia aos nossos posts sobre como escolher o melhor cãozinho para você, hoje vamos falar um pouco sobre a adoção de filhotes. A maioria das pessoas pensa que iniciar com um filhote é a melhor opção, mas não é necessariamente assim. Cuidar de um filhote é um trabalho intensivo e pode durar pelo menos três anos para que ele esteja totalmente desenvolvido. Você tem crianças ou trabalha em tempo integral? Se for o caso, um cachorro adulto é a melhor idéia. Como você pode ver, a melhor maneira para que você e seu cachorro comecem bem é combinar o cachorro e as necessidades de vida dele com você e o seu estilo de vida.

Nem todo filhote é exatamente igual. Eles podem parecer idênticos, mas saiba que eles têm suas próprias personalidades. Mesmo que uma determinada ninhada seja conhecida por determinado tipo de temperamento, mas isso é somente um traço geral. Cada filhote irá desenvolver-se de acordo com sua própria personalidade, que também será afetada pela forma como ele será criado e de como são os seus pais. Em outras palavras, você não pode julgá-lo pela aparência, ou seja, somente por sua ninhada ou aspecto. Se esse fosse o caso, você solicitaria o cachorro ideal por e-mail. Em vez disso, você precisa usar sua cabeça – e seu coração – para ter certeza de que o cachorro que você irá levar para casa é uma boa combinação. O treinamento de um filhote não é diversão e deverá fazer uso de todas as precauções possíveis.

Provavelmente seja uma boa idéia começar a procurar filhotes algumas semanas antes de estar pronto para levá-lo para casa. Lembre que essa será uma relação a longo prazo (de acordo com o tempo de vida do cachorro). Se você encontrar o filhote perfeito na primeira tentativa, será ótimo; no entanto, a maioria das pessoas enfrenta frustrações até encontrar o seu cachorro “encantado”. Não deixe que a paixão cega decida por você: observe-o quanto a sinais de problemas físicos. Um atestado recente de saúde é um bom início se deseja ter certeza de que o seu novo amigo ficará com você por um longo período de tempo. Aqui estão algumas dicas sobre o que você deve observar:

– os olhos e o fucinho devem estar limpos e transparentes, e não vermelhos ou lacrimejantes;

– o pêlo do filhote deve estar limpo e brilhante;

– verifique o estômago do filhote. Todos os filhotes tendem a ter o estômago um pouco inchado quando estão com ele cheio, mas um filhote com um estômago visivelmente inchado tem uma grande chance de abrigar vermes;

– verifique se ele apresenta secreção no ânus e tosse e espirro crônicos.

Se você for sensível, provavelmente irá levar o filhote, mesmo com todas as fragilidades. Mas saiba que um filhote doente tem mais probabilidade de apresentar doenças importantes quando adulto; portanto, as despesas com veterinário podem aumentar rapidamente. Se não tiver certeza de que pode arcar com essas despesas para um cão mais necessitado, não o faça. Há muitos cães saudáveis no mundo do que lares para eles, então você estará fazendo qualquer filhote feliz ao adotá-lo.

Avaliar a personalidade de um filhote demonstra bom senso acima de tudo. Há uma boa chance de que um filhote perspicaz e amigável será um cachorro inteligente e amigo, e de que um filhote tímido continuará sendo tímido. Se você comprá-lo de um criador, terá o direito de esperar que os filhotes sejam bem socializados e até mesmo acostumados com crianças, outros filhotes da casa e visitantes. A quantidade certa de carinho, exposição a uma variedade de sons e cheiros e a experiência de vida com humanos representam um longo caminho para que o filhote se torne um animal de companhia amigo e bem adaptado.

Isso significa que a sua melhor aposta em um cão de raça pura será aquele de um criador, criado em meio a tudo: crianças, aspiradores de pó, campainhas e a barulhos de panela na cozinha. Mantenha-se longe de criadores que criam seus cachorros em lugares fechados e isolados, que produzem dúzias de filhotes a cada ano, os quais podem ir diretamente de uma gaiola para outra em uma loja. Em geral, os filhotes criados em gaiolas não têm contato suficiente ou exposição a novas situações, bem como costumam comer, dormir e fazer suas necessidades na mesma área diminuta, o que vai contra os seus instintos. O resultado pode ser um cachorro tímido, medroso ou não socializável.

Um filhote que esteja bem socializado irá brincar feliz com outros filhotes, mas terá o mesmo prazer em subir na sua perna para receber carinho e aconchego. Assim que ele fizer isso, tente virá-lo e deitá-lo como se fosse um bebê. Se ele lutar contra, você saberá que ele é um dos filhotes dominantes da ninhada (a postura do ventre para cima é um gesto de submissão) ou que ele é menos confiável que os outros. Se ele não se importar de ser virado de barriga para cima, faça carinho nele. Se ele continuar não reclamando, você provavelmente terá mais problemas para convencê-lo de que você precisa parar.

O segredo é procurar um filhote que esteja interessado em você, bem como um em que você esteja interessado. E verifique mais de uma vez. Os cachorros podem alterar seu humor da mesma forma que os humanos; portanto, não deixe que as primeiras impressões influenciem a sua decisão; volte uma ou mais vezes (de preferência, em diferentes horários do dia) e verifique se os filhotes reagem da mesma forma.

Talvez adotar um cachorro adulto seja a melhor opção para você. No próximo post iremos tratar dos prós e contras de adotar um adulto.

Feliz Dia do Amigo

20 jul

Bom dia Pet Lovers!

Hoje é dia 20/07, e comemora-se o Dia do Amigo. O amigo é alguém em que se possa confiar, que nos compreenda,
e nos estenda sempre a mão para ajudar. Que nos conforta quando estamos tristes. Sua especial ternura e sorriso feliz,
nos faz sentir que vale a pena viver. Alguém com quem dar um passeio, compartilhar um livro ou um segredo. Bater-papo ao telefone, mas que também, perceba nossa necessidade de estar algum momento a sós. Em resumo, o amigo é  alguém que sempre nos alegramos em rever. Existem poucas coisas que Deus possa nos dar que signifiquem tanto como um bom amigo.

Seja o seu amigo uma pessoa ou um animal. Todos sabem que o animal é o melhor amigo do homem. Nada mais justo do que celebrar esta grande amizade no dia de hoje. Faça um carinho nele, dê um agrado, um biscoitinho, um presente, uma cama nova, enfim. Eles entendem todo o carinho e amor que sentimos por eles. E com certeza ele retribuirá de volta. Seja com uma lambida, com um rabinho balançando. Cada um no seu jeito.

Faça uma visita em nosso site ( http://www.mimapet.com.br) e aproveite nossas ofertas! Lá com certeza você vai encontrar um mimo para seu amiguinho!

Lambidas e até a próxima

Você sabe como agir com um cão guia?

16 mar

Boa noite pessoal!

Hoje recebemos um email muito interessante sobre cão-guia. Muita gente tem um conceito errado sobre ele. Esse email mostra como devemos agir de fato com esses super amigões. É bem bacana! Esperamos que gostem e se utilizem dessas dicas quando se depararem com um cão-guia! Clique no link e abaixo e veja as dicas!

Como agir com um cão-guia

A doce vida de cão

16 fev

Eles têm plano de saúde, ofurô e até bufês para festas de aniversário. Além da roupa de grife…

A expressão vida de cão precisa ser revista. Já vai longe o tempo em que o animal dormia numa romântica casinha de cachorro feita de tábuas. Agora, existe a Pet Arquitetura, que reforma a casa do dono para que ela se adapte à mascote. Roupinhas compradas na pet shop da esquina? Nem pensar. Grifes de nome lançam produtos especiais para os peludos, com preços que podem chegar a R$ 1.200 por um casaquinho de couro. Se, apesar disso tudo, o cão ainda estiver estressado, pode fazer uma sessão de ofurô com sais relaxantes e sair com um belo sorriso – perfeito, por causa de um aparelho ortodôntico canino.

Isso tudo faz parte do processo de “humanização” dos cães e de sua elevação ao posto de protagonistas de uma onda de consumo que já tornou o Brasil o segundo maior mercado pet do mundo, de acordo com a Associação Americana de Fabricantes de Produtos Pet. Com US$ 9 bilhões movimentados por ano, perde apenas para os Estados Unidos.

Com isso, o país é alvo de uma onda de lançamentos de produtos e serviços inusitados para cães. O desfile de utilidades – e futilidades – é imenso. E inclui um desfile literal. São Paulo sedia a Pet Fashion Week, que funciona nos mesmos moldes das semanas de moda de humanos. Animais sobem na passarela, junto com modelos, e mostram as novidades.

Para agradar ao melhor amigo vale tudo. Até mesmo reformar a própria casa só para que ele fique bem. A arquiteta carioca Ana Flávia Ciuffo lançou a Pet Arquitetura, que promove reformas em pet shops ou no imóvel do dono para melhorar o ambiente para o cão. Até as lâmpadas são trocadas. “A temperatura dos cães é mais alta que a nossa, então você tem de usar lâmpadas mais frias”, diz ela.

Por falar em temperatura, e se o coisinha bonitinha da mamãe tiver febre? O plano de saúde para animais cobre a consulta. “Tenho dois cães, e um deles é tão sapeca que já caiu da laje três vezes. Então decidi fazer o plano”, diz a analista de marketing paulistana Debora Kussonoki, de 24 anos, que gasta R$ 180 por mês com os dois.

O brasileiro trata seu bichinho de estimação como se fosse da família. Uma pesquisa do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal mostrou que 23% dos donos de cães permitem que o animal durma em seus quartos. O exagero pode fazer mal ao bicho. Chamado para acalmar os “pitis” de cachorros de celebridades como Will Smith e Oprah Winfrey, o adestrador mexicano Cesar Milan afirma em seu livro O encantador de cães que, para o cachorro, a família que o acolhe é sua matilha. Se ele é tratado como rei, concluirá que é… o chefe da matilha. E aí o bicho pega. O animal surta e, nesse caso, nem uma coleira de ouro vai conter seu ímpeto.

Fonte: Revista Época

Previna as doenças que atacam os animais no verão

12 jan

É importante abordar outro problema causado pelo verão: as infestações de pestes como pulgas e carrapatos. As altas temperaturas propiciam a proliferação das pulgas, pois os ovos eclodem com o calor. Já os carrapatos têm o ciclo de vida alterado, e precisam de mais alimentos – no caso, o seu pet!

Não só esses problemas incomodam o animal e podem atacar também os humanos (eca!), mas as pestes ainda apresentam o risco de levar aos pets alergias e doenças sérias, como a dirofilariose, parasita do coração, e a leishmaniose.

Outro mal trazido pelo calor, e que atinge sobretudo animais que viajam para sítios e fazendas, é a picada das moscas. Elas depositam ovos, que podem virar bernes ou bicheira no pet.

“Existem produtos especializados para a prevenção de pulgas se carrapatos. Recomendo ou uma pipeta que você passa na nuca do animal, ou um spray que você borrifa no corpo inteiro para afastar as pragas”, conta Fernanda Inarra, da Clínica Veterinária Salvador Felis. “Para as moscas, temos repelentes de citronela. Passando mensalmente em todos os animais da casa você consegue um controle bacana”, afirma Fernanda.

No caso dos cães já infectados, é preciso levá-los ao veterinário imediatamente, onde será feita a remoção das pragas, e o médico pedirá exames para ver se o animal possui alguma doença.

Site: http://colunas.epocasp.globo.com/farejadorbichos/

Romy and Jacob e Mima Pet fazem parceria e oferecem 50% de desconto na coleção Inverno/2010

21 dez

Dezembro é, sem dúvida, a época do ano que as vendas aumentam, as lojas ficam lotadas, e os preços crescem exorbitantemente. Mas essa é justamente uma cena que a Mima Pet, boutique virtual pet, não quer que aconteça com seus clientes.

Recentemente lançado, o portal de luxo é prático e fácil de navegar e oferece produtos de primeira qualidade e que podem ser adquiridos no conforto de casa, com apenas alguns cliques.

Para que os pets possam ter um natal inesquecível, a Mima Pet juntamente com a marca canadense Romy and Jacob estão oferecendo, a partir de 14 de dezembro, 50% de desconto em toda a coleção de Inverno.

Os produtos da Romy and Jacob são confeccionados com tecidos Premium. Cada modelo é feito à mão, com um rigoroso controle de qualidade para garantir um corte perfeito e excelente caimento. As peças possuem modelos para diferentes estilos, raças e tamanhos a fim de garantir o conforto dos pets. Outra facilidade é que todos os modelos podem ser lavados a maquina, facilitando a limpeza e manutenção da roupa.

A R&J é considerada uma marca internacional de alto luxo pela excelência e qualidade. O grande diferencial da peça final é o conforto, tecnologia de costura e matéria prima selecionada, proporcionando um ótimo custo benefício.

A promoção vai até o dia 31 de dezembro ou fim do estoque.

Jornal Destruído?

7 dez

O seu cachorro, em um ato de carinho, vai buscar seu jornal, mas se empolga no caminho e acaba destruindo todo o jornal antes mesmo que você possa ler?

Para que isso não aconteça novamente, oferecemos um jornal próprio para seu cão. Com este jornal ele poderá morder, brincar e se divertir a vontade sem que atrapalhe o dono a ler as noticias.

Feito em pelúcia lavável, emite sons que aguçam os sentidos dos cães, deixando-os ainda mais felizes. Seu tamanho de 6cm alt X30cm largura é ideal para ser levado para qualquer lugar, sem machucar e sem causar danos a boca do pet.

O Empório MimaPet tem tudo que é necessário para deixar seu pet nas nuvens.Possuímos todos os itens necessários para suprir todos os desejos de seu cão ou gato além de artigos de luxo das principais marcas nacionais e mundiais tais como Puppy Angel Brasil, Woof Pet Design, Romy and Jacob, Crystal Dog, Inés, Perigot, Futon Dog.