Tag Archives: viagem

Viagem de carro com seu animal de estimação

18 jul

Bom dia a todos!

Volta do final de semana, tempinho ruim aqui por São Paulo, mas nós estamos na ativa! Com muita disposição para encarar a semana que promete! Ainda esta semana teremos grandes novidades no Empório Mima Pet! Fique atento e confira!!!!!
Continuando na onda das férias, dando dicas de viagem, hoje vamos dar dicas para quem for viajar de carro. Sim, até agora falamos sobre problemas que podemos enfrentar nos aeroportos e tudo mais. Mas também muita gente vai viajar de carro e também precisa de alguns conselhos para viajar com seu pet. Confira aqui abaixo alguns deles:

– Se o animal nunca viajou de carro, antes de “pegar a estrada” comece a  levá-lo para passear diariamente, pelo menos uma semana antes da  viagem;
–  Não dê qualquer tipo de alimento ao seu amiguinho pelo menos duas  horas antes da viagem. E só o alimente de novo cerca de duas horas  depois da chegada, já que o stress da viagem pode causar alguma  indisposição.
– Procure realizar paradas regulares para seu pet poder fazer as  necessidades e dar uma “esticada”. É bom para ele e para você também.
– Leve tudo o que puder diminuir o stress do seu bichinho por estar  longe de casa. Isso inclui a ração, potes de água e comida, petiscos, cobertor, panos, cama, brinquedos favoritos, escova para os pêlos.
– Não esqueça de levar a guia, focinheira, coleira e saquinhos para recolher as fezes. Para os gatos, não se esqueça do recipiente com o preparado sanitário.
– Lembre-se: dirigir com animais soltos no carro é proibido e gera multa. Para evitar problemas para você e cuidar da segurança do seu amigo, utilize caixas desenvolvidas especialmente para o transporte de animais ou cintos de segurança adaptados para pets. Você encontra esses produtos facilmente em qualquer pet shop.
-Leve o animal dentro de uma caixa de transporte confortável e bem arejada, que deve ser colocada no banco traseiro do carro e presa com o cinto de segurança. Assim, você evitará que o animal vá sacolejando e garantirá sua segurança na eventualidade de uma freada ou manobra brusca. Nunca deixe o animal viajar no colo das pessoas ou debruçado na janela, é muito perigoso;
– Água é necessária para hidratação. Quanto maior o porte do animal, mais curtos devem ser os intervalos entre as paradas;
– Existem no mercado calmantes naturais. Informe-se sobre o melhor uso com o seu veterinário, se isso for necessário;
– Em dias muito quentes, o ar-condicionado deve ficar em uma temperatura abaixo da externa;

Bom, estas foram mais algumas dicas que com certeza podem ajudar muita gente! Esperamos que tenham gostado do tema e aproveitem as férias! Aguardem novidades esta semana!

Lambidas e até a próxima.

Anúncios

Algumas regras para viajar com animais de estimação

15 jul

Bom dia Pet Lovers!

Mais uma sexta-feira ensolarada, trazendo a alegria do final de semana! Que coisa boa! Pelo menos por aqui a previsão é de fazer um calorzinho gostoso! Bom para ir para a praia, passear no parque, uma corridinha com seu pet!

Voltando ao assunto sobre viagem, aqui vão algumas regrinhas importantes para você que vai viajar de avião com seu amiguinho. Algumas empresas permitem que os passageiros embarquem com seus animais na cabine como “bagagem de mão”, outras só permitem aos mesmos viajar nos compartimentos de carga. Aqui vão algumas regras que se aplicam em ambos os casos:

– reservas: as taxas variam normalmente entre US$50,00 e US$150,00 por trecho (o valor das taxas é normalmente baseado no peso do animal ou excesso de bagagem), com a cobrança de taxas adicionais para viagens internacionais ou embarque de animais pesados.

– caixa de transporte: a grande maioria das empresas aéreas exige que a caixa de transporte do animal seja pequena o suficiente para caber sob o assento localizado à sua frente, porém, larga o suficiente para que o animal possa se virar, deitar e ficar em pé naturalmente (o tamanho dos assentos varia de empresa para empresa). Essas caixas de transporte também devem ter compartimento fixo para água e ração.

– restrições de idade: filhotes muito novinhos de cães e gatos não conseguirão embarcar. A grande maioria das companhias aéreas exige que estes animais tenham, no mínimo, oito semanas de idade.

– movimentação: você pode tirar o cinto de segurança e se movimentar pela cabine, mas o seu animal de estimação terá que permanecer todo o tempo dentro da caixa de transporte. As companhias aéreas exigem que os animais permaneçam dentro das caixas durante todo o tempo de voo, bem como quando o avião está estacionado, taxiando ou ainda enquanto os passageiros estão na sala de embarque.

Vale ressaltar novamente que é muito importante entrar em contato com a sua companhia aérea antes de viajar, pois cada uma possui uma peculiaridade. Geralmente as regras se aplicam para quase todas, mas não deixe de confirmar com eles.

No próximo post vamos dar continuidade ao assunto!

Desejamos um excelente final de semana! Aproveitem muito!!!

Lambidas e até a próxima.

Quais são os documentos necessários para uma viagem de avião com seu pet

13 jul

Bom dia Pessoal!

Dando continuidade ao tema viagem com animais de estimação, hoje vamos falar sobre os documentos necessários para viajar de avião com nossos amiguinhos.

O pior pesadelo que pode acontecer com quem viaja de avião é chegar ao aeroporto, fazer o check-in e perceber que não trouxe toda a documentação necessária. As mesmas regras se aplicam aos animais.

Nada de documentos significa  nada de voo. Nos Estados Unidos, por exemplo, cada Estado tem a sua própria regulamentação sobre quais os tipos de animais de estimação que podem desembarcar. Os documentos mais exigidos pelas empresas aéreas são:

– comprovante de vacinação contra raiva: a raiva é uma doença grave que pode comprometer não só os animais como também os seres humanos. Esta vacina é obrigatória para animais com mais de três meses de idade e deve ter sido aplicada há mais de trinta dias e menos de um ano antes da viagem. As seguintes informações também devem constar na carteira de vacinação: nome do laboratório, fabricante da vacina, data de aplicação e validade e principalmente a assinatura do médico veterinário.

– certificado de inspeção veterinária: também conhecido como atestado de saúde. Este é um documento assinado por um médico veterinário (que deverá ter registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária) e que atesta que o animal foi examinado e que o mesmo não está doente. Esse atestado tem que ser emitido no máximo dez dias antes da viagem.

certificado de aclimatação: este documento apresenta a regulamentação sobre extremos de temperatura – muito quente ou muito frio. Animais que não estão acostumados ao frio extremo podem ser prejudicados enquanto esperam para ser colocados no compartimento de bagagens do avião ou até mesmo dentro do avião. Contate a empresa aérea e verifique se é necessário levar esse tipo de certificado. A grande maioria das empresas possui restrições de temperatura que foram estabelecidas para garantir que os animais não sejam expostos ao calor ou frio extremos. Na American Airlines, por exemplo, os animais não são aceitos quando a temperatura estiver acima de 29,5º C em qualquer ponto do itinerário bem como quando a temperatura estiver abaixo de 7º C em terra.

Outras empresas ainda exigem que o dono dos animal também apresente documento de que o animal está alimentado (comida e água foram oferecidas ao animal antes do vôo), instruções para os funcionários da companhia aérea que estarão em contato com o animal e receita do médico veterinário indicando a quantidade de tranqüilizante ministrada ao animal.

Antes de viajar, ao separar a sua documentação, já deixe preparado os documentos de seu cãozinho também para não ter nenhuma surpresa na hora. Ligue na companhia aérea ou mesmo acesse o site, pois eles sempre dão este tipo de informação. É melhor se prevenir do que ter dor de cabeça na hora de viagem. Na hora que você mais precisa relaxar!

 

Boa viagem para você e seu amiguinho!

 

 

Lambidas e até a próxima!