Arquivo | julho, 2011

Como adotar um cão adulto

29 jul

Bom dia Pessoal!

Mais uma sexta-feira gostosa chegou! E com ela o final de semana, o nosso tão querido descanso, depois de uma semana intensa de trabalho. Mais que merecido né.

Bom, voltando as nossas dicas de como escolher um cachorrinho, hoje vamos falar sobre as vantagens e desvantagens de se adotar ou comprar um cão adulto.  Embora os filhotes sejam muito divertidos e fofinhos, lembre-se do sábio ditado “Primeiro os mais velhos”. Apenas pelo fato de um cachorro adulto não ser mais jovem não significa que ele tenha um mundo de coisas a oferecer a você. As pessoas costumam confundir a noção de que se um cachorro não for criado desde filhote, você terá problemas. Contudo, nada poderia ser mais falso. Com certeza, seria muito mais fácil de certa forma que ele fosse criado com você, mas há várias vantagens em adotar um cachorro mais velho. Primeiramente, eles já passaram da fase de filhotes e podem ter tido algum adestramento. Se você nunca teve um filhote, pode não saber quanta energia eles têm. Cuidar de um filhote pode ser exaustivo e não é possível “desligá-lo” ou mandá-lo para o quarto brincar sozinho se você teve um dia difícil.

Veja algumas dicas para problemas de saúde de filhotes e pergunte ao dono dele se o veterinário pode examiná-lo antes de adotá-lo. Se estiver adotando o filhote diretamente do dono anterior, peça para ver os registros de saúde dele para que possa verificar se ele teve doenças, o histórico de vacinas, castração ou esterilização (os cachorros mais velhos provavelmente já tenham passado por isso, o que é uma vantagem).

Muito mais do que o filhote, um cachorro adulto é do tipo “o que você vê, é o que você terá”. A maioria dos filhotes são fofos, meigos e calmos. Alguns podem crescer e permanecer assim, enquanto outros podem crescer para ser cães equivalentes aos de Jesse James. A personalidade de um cachorro adulto está praticamente definida, fornecendo a você uma melhor previsão de como lidar com ele e de como se adaptará à sua casa ou se não poderá ficar com outros animais. Como ele já tem todos os dentes e já passou da fase de energia frenética dos filhotes, um cachorro totalmente desenvolvido tem menos probabilidade de destruir coisas e sua maior concentração o torna mais fácil de adestrar.

Se você se encantou com a raça pura, optar por um cachorro adulto pode ser mais fácil do que você pensa. Há um grande número de sociedades de resgate de raças especializadas em inserir os cachorros de determinadas raças encontrados nas ruas, retirados de situações de perigo ou simplesmente retirados de rinhas ou apostas de corridas. Adotar um cachorro resgatado, um cachorro retirado de rinha ou um cachorro de corrida (galgo) proporciona a você todos os benefícios da propriedade do cachorro, além de fazer um grande favor a ele, é claro. Verifique os anúncios classificados dos jornais na seção da raça na qual está interessado, entre em contato com os criadores (eles anunciam em revistas de cachorros) ou contate uma sociedade local para obter mais detalhes.

Uma última consideração sobre um cachorro de “fonte indireta”: um cachorro de qualquer gaiola pode ser adestrado e adaptado – e ser uma adorável e fiel companhia – a uma nova família. Você realmente pode ensinar novos truques a um cachorro de idade.

Quando tiver se decidindo entre um filhote e um cachorro adulto, você precisará ver se prefere um de raça pura ou de cruza. Este assunto ficará para o nosso próximo post. Você não perde por esperar!

Tenham um excelente final de semana!

Lambidas e até a próxima

Anúncios

Como adotar um filhote de cachorro

27 jul

Bom dia Pessoal,

Dano sequencia aos nossos posts sobre como escolher o melhor cãozinho para você, hoje vamos falar um pouco sobre a adoção de filhotes. A maioria das pessoas pensa que iniciar com um filhote é a melhor opção, mas não é necessariamente assim. Cuidar de um filhote é um trabalho intensivo e pode durar pelo menos três anos para que ele esteja totalmente desenvolvido. Você tem crianças ou trabalha em tempo integral? Se for o caso, um cachorro adulto é a melhor idéia. Como você pode ver, a melhor maneira para que você e seu cachorro comecem bem é combinar o cachorro e as necessidades de vida dele com você e o seu estilo de vida.

Nem todo filhote é exatamente igual. Eles podem parecer idênticos, mas saiba que eles têm suas próprias personalidades. Mesmo que uma determinada ninhada seja conhecida por determinado tipo de temperamento, mas isso é somente um traço geral. Cada filhote irá desenvolver-se de acordo com sua própria personalidade, que também será afetada pela forma como ele será criado e de como são os seus pais. Em outras palavras, você não pode julgá-lo pela aparência, ou seja, somente por sua ninhada ou aspecto. Se esse fosse o caso, você solicitaria o cachorro ideal por e-mail. Em vez disso, você precisa usar sua cabeça – e seu coração – para ter certeza de que o cachorro que você irá levar para casa é uma boa combinação. O treinamento de um filhote não é diversão e deverá fazer uso de todas as precauções possíveis.

Provavelmente seja uma boa idéia começar a procurar filhotes algumas semanas antes de estar pronto para levá-lo para casa. Lembre que essa será uma relação a longo prazo (de acordo com o tempo de vida do cachorro). Se você encontrar o filhote perfeito na primeira tentativa, será ótimo; no entanto, a maioria das pessoas enfrenta frustrações até encontrar o seu cachorro “encantado”. Não deixe que a paixão cega decida por você: observe-o quanto a sinais de problemas físicos. Um atestado recente de saúde é um bom início se deseja ter certeza de que o seu novo amigo ficará com você por um longo período de tempo. Aqui estão algumas dicas sobre o que você deve observar:

– os olhos e o fucinho devem estar limpos e transparentes, e não vermelhos ou lacrimejantes;

– o pêlo do filhote deve estar limpo e brilhante;

– verifique o estômago do filhote. Todos os filhotes tendem a ter o estômago um pouco inchado quando estão com ele cheio, mas um filhote com um estômago visivelmente inchado tem uma grande chance de abrigar vermes;

– verifique se ele apresenta secreção no ânus e tosse e espirro crônicos.

Se você for sensível, provavelmente irá levar o filhote, mesmo com todas as fragilidades. Mas saiba que um filhote doente tem mais probabilidade de apresentar doenças importantes quando adulto; portanto, as despesas com veterinário podem aumentar rapidamente. Se não tiver certeza de que pode arcar com essas despesas para um cão mais necessitado, não o faça. Há muitos cães saudáveis no mundo do que lares para eles, então você estará fazendo qualquer filhote feliz ao adotá-lo.

Avaliar a personalidade de um filhote demonstra bom senso acima de tudo. Há uma boa chance de que um filhote perspicaz e amigável será um cachorro inteligente e amigo, e de que um filhote tímido continuará sendo tímido. Se você comprá-lo de um criador, terá o direito de esperar que os filhotes sejam bem socializados e até mesmo acostumados com crianças, outros filhotes da casa e visitantes. A quantidade certa de carinho, exposição a uma variedade de sons e cheiros e a experiência de vida com humanos representam um longo caminho para que o filhote se torne um animal de companhia amigo e bem adaptado.

Isso significa que a sua melhor aposta em um cão de raça pura será aquele de um criador, criado em meio a tudo: crianças, aspiradores de pó, campainhas e a barulhos de panela na cozinha. Mantenha-se longe de criadores que criam seus cachorros em lugares fechados e isolados, que produzem dúzias de filhotes a cada ano, os quais podem ir diretamente de uma gaiola para outra em uma loja. Em geral, os filhotes criados em gaiolas não têm contato suficiente ou exposição a novas situações, bem como costumam comer, dormir e fazer suas necessidades na mesma área diminuta, o que vai contra os seus instintos. O resultado pode ser um cachorro tímido, medroso ou não socializável.

Um filhote que esteja bem socializado irá brincar feliz com outros filhotes, mas terá o mesmo prazer em subir na sua perna para receber carinho e aconchego. Assim que ele fizer isso, tente virá-lo e deitá-lo como se fosse um bebê. Se ele lutar contra, você saberá que ele é um dos filhotes dominantes da ninhada (a postura do ventre para cima é um gesto de submissão) ou que ele é menos confiável que os outros. Se ele não se importar de ser virado de barriga para cima, faça carinho nele. Se ele continuar não reclamando, você provavelmente terá mais problemas para convencê-lo de que você precisa parar.

O segredo é procurar um filhote que esteja interessado em você, bem como um em que você esteja interessado. E verifique mais de uma vez. Os cachorros podem alterar seu humor da mesma forma que os humanos; portanto, não deixe que as primeiras impressões influenciem a sua decisão; volte uma ou mais vezes (de preferência, em diferentes horários do dia) e verifique se os filhotes reagem da mesma forma.

Talvez adotar um cachorro adulto seja a melhor opção para você. No próximo post iremos tratar dos prós e contras de adotar um adulto.

Saiba como escolher um cachorrinho!

25 jul

Boa tarde Pet Lovers!

Após mais um final de semana de descanso, estamos aqui novamente, com algumas dicas para você que está pensando em adotar ou comprar um cachorrinho. Nós da Mima Pet sempre fazemos campanhas para as pessoas adotarem. Adotar faz bem!

Mas vamos lá, vamos falar mais sobre esta escolha. Mesmo que o cachorro seja o melhor amigo do homem, é importante escolher corretamente os amigos. Pense sobre como um novo cachorro irá mudar a sua vida. Ele ou ela irá tomar o seu tempo e energia com alimentação, cuidados, passeios e brincadeiras. Os cachorros são animais sociais e tudo que eles querem e precisam é passar um tempo de qualidade com você. Portanto, é importante que você e o seu cachorro sejam uma boa dupla.

Há uma grande variedade de tipos de cachorros para você escolher e muitos locais de cachorros, como canis, abrigos ou até mesmo na porta de sua casa, se um deles for abandonado. Então, a sua decisão não pode se basear somente em um aspecto bonitinho. O que acontece se você escolher um cachorro muito jovem ou muito velho? Que características você deseja que o cachorro tenha? Onde você deve começar a procurar? Este artigo irá oferecer diretrizes para ajudá-lo a escolher um cachorro que seja feliz e saudável, que corresponda às suas circunstâncias pessoais. Abaixo falaremos de pontos importantes a serem considerados antes de procurar pelo próximo membro da família.

– Adotar um filhote: Os filhotes em geral são adoráveis e, portanto, mexem com as pessoas. Mas pode ser difícil prever a personalidade do cachorro quando ele tem poucas semanas de vida, sem mencionar o tamanho que ele pode ficar quando adulto. Descreveremos detalhes que você deve observar ao escolher filhotes em potencial. Além disso, adotar um filhote muito jovem também pode ser um sério problema. Também lhe diremos quando adotar um filhote.

– Adotar um cão adulto: Para muitas pessoas, a idade conhecida de um cachorro adulto é um bom motivo. Mas os cachorros adultos, ao contrário dos filhotes, também têm seu próprio conjunto de hábitos e comportamentos enraizados. Da mesma forma como deve ser um desafio treinar um filhote, um teimoso cachorro adulto pode causar muita dor de cabeça. Aboradaremos  todos os prós e contras de adotar um cachorro adulto e como escolher o melhor cachorro para você e a sua família.

– Adotar um cão de raça pura: Há proprietários de cachorros que preferem raças puras, possivelmente pelo fato de adorarem determinada raça ou por estarem considerando exibir o seu cachorro ou por desejarem que ele tenha filhotes. Conhecer o cachorro e toda a sua origem pode ser uma valiosa informação antes de adquiri-lo e, em alguns casos, pode até mesmo ser uma oportunidade de apresentá-lo em competições. Forneceremos a você todas as informações fundamentais sobre cachorros de raça pura, inclusive quais raças serão as adequadas para você e sua casa.

– Adotar um vira- lata: Para alguns proprietários de cachorros o vira-lata é a solução ideal, pois eles adoram saber que ninguém tem um cachorro como o deles ou gostam de saber que o resgataram de um canil. O vira-lata também permite que você escolha o peso e a altura exatos de um cachorro que seria perfeito para você. Saiba mais sobre como adquirir um cachorro vira-lata.

– Comprar cachorro de um criador: Comprar um cachorro de um criador será obviamente mais caro do que adotar um cachorro de um canil, mas apresenta algumas vantagens. Um cachorro adquirido de um criador apresenta mais segurança e você pode ter certeza de que quaisquer problemas significativos que o filhote tiver serão resolvidos. No entanto, alguns criadores são mais confiáveis do que outros. Mostraremos a você como escolher um criador e apresentaremos uma lista de perguntas que você deve fazer antes de considerar a compra do cachorro.

– Adotar um cão de canil: Quando você adota um cachorro de um canil não está somente ganhando um grande companheiro, mas também pode estar salvando a vida dele. Da mesma forma como adquirir um cachorro de um criador, há observações importantes que você deve saber ao levar para casa um cachorro do canil. Nesta seção, você saberá como escolher o cachorro certo e como o canil pode ajudá-lo nesse processo.

Como vocês podem ver, esta não é uma decisão para ser tomada sem pensar. Deve-se tomar muito cuidado ao escolher a melhor raça para você. Nos próximos posts vamos explicar um pouco mais sobre cada opção. Nos aguarde!!!!

Lambidas e até a próxima

Feliz Dia do Amigo

20 jul

Bom dia Pet Lovers!

Hoje é dia 20/07, e comemora-se o Dia do Amigo. O amigo é alguém em que se possa confiar, que nos compreenda,
e nos estenda sempre a mão para ajudar. Que nos conforta quando estamos tristes. Sua especial ternura e sorriso feliz,
nos faz sentir que vale a pena viver. Alguém com quem dar um passeio, compartilhar um livro ou um segredo. Bater-papo ao telefone, mas que também, perceba nossa necessidade de estar algum momento a sós. Em resumo, o amigo é  alguém que sempre nos alegramos em rever. Existem poucas coisas que Deus possa nos dar que signifiquem tanto como um bom amigo.

Seja o seu amigo uma pessoa ou um animal. Todos sabem que o animal é o melhor amigo do homem. Nada mais justo do que celebrar esta grande amizade no dia de hoje. Faça um carinho nele, dê um agrado, um biscoitinho, um presente, uma cama nova, enfim. Eles entendem todo o carinho e amor que sentimos por eles. E com certeza ele retribuirá de volta. Seja com uma lambida, com um rabinho balançando. Cada um no seu jeito.

Faça uma visita em nosso site ( http://www.mimapet.com.br) e aproveite nossas ofertas! Lá com certeza você vai encontrar um mimo para seu amiguinho!

Lambidas e até a próxima

Viagem de carro com seu animal de estimação

18 jul

Bom dia a todos!

Volta do final de semana, tempinho ruim aqui por São Paulo, mas nós estamos na ativa! Com muita disposição para encarar a semana que promete! Ainda esta semana teremos grandes novidades no Empório Mima Pet! Fique atento e confira!!!!!
Continuando na onda das férias, dando dicas de viagem, hoje vamos dar dicas para quem for viajar de carro. Sim, até agora falamos sobre problemas que podemos enfrentar nos aeroportos e tudo mais. Mas também muita gente vai viajar de carro e também precisa de alguns conselhos para viajar com seu pet. Confira aqui abaixo alguns deles:

– Se o animal nunca viajou de carro, antes de “pegar a estrada” comece a  levá-lo para passear diariamente, pelo menos uma semana antes da  viagem;
–  Não dê qualquer tipo de alimento ao seu amiguinho pelo menos duas  horas antes da viagem. E só o alimente de novo cerca de duas horas  depois da chegada, já que o stress da viagem pode causar alguma  indisposição.
– Procure realizar paradas regulares para seu pet poder fazer as  necessidades e dar uma “esticada”. É bom para ele e para você também.
– Leve tudo o que puder diminuir o stress do seu bichinho por estar  longe de casa. Isso inclui a ração, potes de água e comida, petiscos, cobertor, panos, cama, brinquedos favoritos, escova para os pêlos.
– Não esqueça de levar a guia, focinheira, coleira e saquinhos para recolher as fezes. Para os gatos, não se esqueça do recipiente com o preparado sanitário.
– Lembre-se: dirigir com animais soltos no carro é proibido e gera multa. Para evitar problemas para você e cuidar da segurança do seu amigo, utilize caixas desenvolvidas especialmente para o transporte de animais ou cintos de segurança adaptados para pets. Você encontra esses produtos facilmente em qualquer pet shop.
-Leve o animal dentro de uma caixa de transporte confortável e bem arejada, que deve ser colocada no banco traseiro do carro e presa com o cinto de segurança. Assim, você evitará que o animal vá sacolejando e garantirá sua segurança na eventualidade de uma freada ou manobra brusca. Nunca deixe o animal viajar no colo das pessoas ou debruçado na janela, é muito perigoso;
– Água é necessária para hidratação. Quanto maior o porte do animal, mais curtos devem ser os intervalos entre as paradas;
– Existem no mercado calmantes naturais. Informe-se sobre o melhor uso com o seu veterinário, se isso for necessário;
– Em dias muito quentes, o ar-condicionado deve ficar em uma temperatura abaixo da externa;

Bom, estas foram mais algumas dicas que com certeza podem ajudar muita gente! Esperamos que tenham gostado do tema e aproveitem as férias! Aguardem novidades esta semana!

Lambidas e até a próxima.

Algumas regras para viajar com animais de estimação

15 jul

Bom dia Pet Lovers!

Mais uma sexta-feira ensolarada, trazendo a alegria do final de semana! Que coisa boa! Pelo menos por aqui a previsão é de fazer um calorzinho gostoso! Bom para ir para a praia, passear no parque, uma corridinha com seu pet!

Voltando ao assunto sobre viagem, aqui vão algumas regrinhas importantes para você que vai viajar de avião com seu amiguinho. Algumas empresas permitem que os passageiros embarquem com seus animais na cabine como “bagagem de mão”, outras só permitem aos mesmos viajar nos compartimentos de carga. Aqui vão algumas regras que se aplicam em ambos os casos:

– reservas: as taxas variam normalmente entre US$50,00 e US$150,00 por trecho (o valor das taxas é normalmente baseado no peso do animal ou excesso de bagagem), com a cobrança de taxas adicionais para viagens internacionais ou embarque de animais pesados.

– caixa de transporte: a grande maioria das empresas aéreas exige que a caixa de transporte do animal seja pequena o suficiente para caber sob o assento localizado à sua frente, porém, larga o suficiente para que o animal possa se virar, deitar e ficar em pé naturalmente (o tamanho dos assentos varia de empresa para empresa). Essas caixas de transporte também devem ter compartimento fixo para água e ração.

– restrições de idade: filhotes muito novinhos de cães e gatos não conseguirão embarcar. A grande maioria das companhias aéreas exige que estes animais tenham, no mínimo, oito semanas de idade.

– movimentação: você pode tirar o cinto de segurança e se movimentar pela cabine, mas o seu animal de estimação terá que permanecer todo o tempo dentro da caixa de transporte. As companhias aéreas exigem que os animais permaneçam dentro das caixas durante todo o tempo de voo, bem como quando o avião está estacionado, taxiando ou ainda enquanto os passageiros estão na sala de embarque.

Vale ressaltar novamente que é muito importante entrar em contato com a sua companhia aérea antes de viajar, pois cada uma possui uma peculiaridade. Geralmente as regras se aplicam para quase todas, mas não deixe de confirmar com eles.

No próximo post vamos dar continuidade ao assunto!

Desejamos um excelente final de semana! Aproveitem muito!!!

Lambidas e até a próxima.

Quais são os documentos necessários para uma viagem de avião com seu pet

13 jul

Bom dia Pessoal!

Dando continuidade ao tema viagem com animais de estimação, hoje vamos falar sobre os documentos necessários para viajar de avião com nossos amiguinhos.

O pior pesadelo que pode acontecer com quem viaja de avião é chegar ao aeroporto, fazer o check-in e perceber que não trouxe toda a documentação necessária. As mesmas regras se aplicam aos animais.

Nada de documentos significa  nada de voo. Nos Estados Unidos, por exemplo, cada Estado tem a sua própria regulamentação sobre quais os tipos de animais de estimação que podem desembarcar. Os documentos mais exigidos pelas empresas aéreas são:

– comprovante de vacinação contra raiva: a raiva é uma doença grave que pode comprometer não só os animais como também os seres humanos. Esta vacina é obrigatória para animais com mais de três meses de idade e deve ter sido aplicada há mais de trinta dias e menos de um ano antes da viagem. As seguintes informações também devem constar na carteira de vacinação: nome do laboratório, fabricante da vacina, data de aplicação e validade e principalmente a assinatura do médico veterinário.

– certificado de inspeção veterinária: também conhecido como atestado de saúde. Este é um documento assinado por um médico veterinário (que deverá ter registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária) e que atesta que o animal foi examinado e que o mesmo não está doente. Esse atestado tem que ser emitido no máximo dez dias antes da viagem.

certificado de aclimatação: este documento apresenta a regulamentação sobre extremos de temperatura – muito quente ou muito frio. Animais que não estão acostumados ao frio extremo podem ser prejudicados enquanto esperam para ser colocados no compartimento de bagagens do avião ou até mesmo dentro do avião. Contate a empresa aérea e verifique se é necessário levar esse tipo de certificado. A grande maioria das empresas possui restrições de temperatura que foram estabelecidas para garantir que os animais não sejam expostos ao calor ou frio extremos. Na American Airlines, por exemplo, os animais não são aceitos quando a temperatura estiver acima de 29,5º C em qualquer ponto do itinerário bem como quando a temperatura estiver abaixo de 7º C em terra.

Outras empresas ainda exigem que o dono dos animal também apresente documento de que o animal está alimentado (comida e água foram oferecidas ao animal antes do vôo), instruções para os funcionários da companhia aérea que estarão em contato com o animal e receita do médico veterinário indicando a quantidade de tranqüilizante ministrada ao animal.

Antes de viajar, ao separar a sua documentação, já deixe preparado os documentos de seu cãozinho também para não ter nenhuma surpresa na hora. Ligue na companhia aérea ou mesmo acesse o site, pois eles sempre dão este tipo de informação. É melhor se prevenir do que ter dor de cabeça na hora de viagem. Na hora que você mais precisa relaxar!

 

Boa viagem para você e seu amiguinho!

 

 

Lambidas e até a próxima!

Férias e as viagens de avião!

11 jul

Bom dia Pet Lovers!

Como é bom começar a semana animado, com um solzinho que está esquentando São Paulo novamente. O dia está lindo!

E praticamente em clima de férias! Pelo menos as férias escolares, pois nós por aqui estamos trabalhando a mil !!!! Falando em férias, vamos falar hoje um pouquinho sobre como funcionam as viagens de avião com animais de estimação.

Com certeza muita gente se depara com essa questão ou problema na hora de escolher o local para viajar. Muita gente deixa de ir para locais mais longes, que somente avião consegue chegar, por causa do seu animalzinho de estimação. Na verdade você tem algumas opções: ou você deixa seu amiguinho em algum hotel de confiança, na qual você conheça e confie, ou você pode deixá-lo com algum parente ou mesmo levar seu animalzinho com você. As duas primeiras opções são bem simples. Então vamos dar algumas dicas sobre como você pode fazer para levá-los junto com você no avião.

Você pode viajar com o seu animal de estimação, desde que siga as condições estipuladas pelas empresas aéreas. Viagens de avião para animais de estimação podem dar muito certo e cada vez mais as companhias aéreas estão se dando conta da importância que é oferecer esse tipo de serviço aos seus clientes.

Todo ano, milhares de pessoas voam para locais espalhados no mundo todo com uma variedade enorme de animais à tiracolo. Mesmo vivendo um momento de incerteza na economia, nós ainda amamos nossos animais. E queremos levá-los junto com a gente nas férias.

Veremos nos próximos posts como garantir que o voo seja seguro para o seu animal de estimação. Daremos uma olhada na documentação exigida, regulamento das empresas aéreas, a diferença entre viajar com animais que auxiliam pessoas com algum tipo de deficiência (como cães-guia) ou simplesmente animais de estimação, além de checar as regras específicas para as diferentes raças de cães.

Aguarde os próximos posts!

Lambidas e até a próxima

O Gato que virou fotógrafo!

8 jul

Bom dia Pessoal !

Mais um final de semana chegou! Que delícia! Friozinho gostoso também, para quem gosta é claro.

Hoje vamos contar a história de um gatinho muito engraçado. Para não perder o hábito da sexta animada!

Cooper é um gatinho americano de 5 anos de idade que mora em Seatle. Seu dono teve a brilhante ideia de colocar uma pequena máquina que tira fotos automaticamente a cada 2 minutos pendurada em sua coleira. Veja a imagem abaixo de Cooper.

 

Então todos os movimentos que o gato faz, ele tira uma foto diferente. Tem fotos muito engraçadas, tem fotos que são bastante nítidas, outras você nem imagina o que possa ser. É muito divertido!

Essas fotos fizeram tanto sucesso que o dono resolveu fazer um book dessas fotos e agora ele vende estes álbuns. Para quem tiver mais interesse, acesse o site: http://www.photographercat.com

 

Ele já virou assunto também em um dos principais jornais dos Eua, no canal FOX.  Assista o vídeo

Espero que tenham gostado do gatinho fotógrafo!

Tenham um excelente final de semana.

Lambidas e até a próxima!

 

Cuidados com os animais no inverno

6 jul

Bom dia Pet Followers!

Tudo bem com vocês?

Ultimamente temos visto que muitas regiões no Brasil vem sofrendo com o frio intenso. Pensando nisso, resolvemos fazer um post sobre como cuidar de nossos amiguinhos no inverno, pois não são só os humanos que sentem frio, os animais também. Os mais afetados são os de pelagem curta. Algumas raças, como o Husky Siberiano, o Malamute do Alaska e o São Bernardo, possuem características que os fazem mais resistentes ao frio (sub pelo e maior camada de gordura sob a pele). No frio, algumas doenças aparecem com maior frequência. Por isso, devemos preparar nossos animais para atravessarem o inverno.

O cão pode apresentar sinais clínicos que lembram muito o resfriado humano, como tosse, espirros, febre, falta de apetite e coriza. Damos o nome a esse quadro de traqueobronquite ou “tosse dos canis”. Essa doença pode aparecer em qualquer época do ano, porém, há uma maior predisposição nos meses frios pela baixa temperatura. A doença pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos e é altamente contagiosa entre os cães através do contato direto entre os animais

Além das doenças respiratórias, os animais idosos com problemas osteoarticulares como artrose, calcificações na coluna ou hérnia de disco, passam a sentir mais dor quando expostos a baixas temperaturas.

Choques de temperatura, como dar banho, secar o cão com secador (em casa ou no pet shop) e sair em seguida com ele na rua, será prejudicial, seja ele jovem ou não.

Aconselhamos tomar os seguintes cuidados no inverno:

– Evite banhos em dias muito frios e diminua a frequência de banhos no inverno (se possível);
– Mantenha a pelagem do animal mais comprida no inverno, evitando tosas muito baixas;
– Coloque roupa no cão de pelagem curta, caso ele se ressinta muito do frio. Existem animais que tremem de frio  exageradamente! Cães grandes e gatos não toleram roupas;
– Se costuma nevar ou gear em sua região, sapatos protegem as patas do cão de queimaduras causadas pelo frio;
Há cães que, embora tenham casinha, preferem dormir ao relento ou ficar na chuva. Prenda esse animal num local abrigado nos dias muito frios ou chuvosos;
– Vacine seu cão anualmente contra a traqueobronquite, se ele frequenta locais com outros animais (pet shops, hotéis para cães, exposições);
– Quando der banho em seu animal, use água morna e seque-o bem. Não deixe que ele saia na rua, no mínimo por 30 minutos após o banho. Isso vale, principalmente, para cães que tomam banho em pet shop, pois o secador é extremamente quente e haverá um choque de temperatura se ele sair no frio;
– Leve seu cão para passear na rua nos horários mais quentes do dia (das 11:00 as 15:00hs);
– Aumente em 20 a 30% o alimento do seu cão/gato no inverno. Isso não vale para cães e gatos obesos, sem atividade ou com grande tendência a ganhar peso.

Muitas dessas dicas também valem para os gatinhos. Todo animal tem direito a um abrigo no inverno. Na natureza, os cães selvagens podem se abrigar em tocas durante o frio. Outras espécies também procuram abrigo.

Providencie uma casinha para seu animal, caso ele viva em um quintal, ou deixe-o preso num local abrigado como garagem, lavanderia, ou mesmo dentro de casa, quando a temperatura estiver muito baixa. Assim, quando você estiver quentinho, embaixo dos cobertores, poderá dormir tranquilo, com a certeza que seu amigão não está passando frio!

Cão Quentinho